Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

ALERTA: recibos verdes e IRS 2013

Como quem me costuma ler sabe, eu trabalho com recibos verdes. E como todos os contribuintes sabem, este ano o IRS teve algumas "inovações". Uma delas foi a do anexo SS para quem passa recibos verdes. Vocês sabiam? Eu não! E andei a fazer várias pesquisas porque tive algumas dúvidas no preenchimento de alguns campos "novos". Ao validar a declaração, também não somos informados que há erros ou que falta um anexo.

 

Já tinha feito a minha declaração há imenso tempo mas hoje fiquei a saber da existência deste anexo e do seu preenchimento obrigatório. É que quem não preencheu incorre numa multa que vai de 50 a 250 euros! Como temos a possibilidade de substituir a primeira declaração de IRS, vale a pena preencher o dito cujo que não vai servir para nada a não ser ir buscar os tais 5% às empresas e evitar que nos multem por desconhecimento deste "papelinho" cuja divulgação foi insuficiente (quiçá propositadamente).

 

Fica aqui o alerta!

O meu (im)posto.

Cada vez percebo menos e cada vez mais me metem a mão ao bolso! E eu vejo e calo-me!

 

Como todos aqueles que me visitam sabem, sou uma professora que trabalha em duas escolas a recibos verdes. Os meus vencimentos resumem-se ao número de dias que trabalho por mês, logo, os meses mais pequenos, com feriados ou férias, é uma miséria. Já nem falando nos meses de pausa lectiva, ou férias, como quiserem designar, em que estou “desempregada” e a viver do ar. Ao parco vencimento (cerca de 500 euros nos meses normais), ainda faço os descontos brutais para a segurança social.

 

Agora pergunto eu: ainda tenho que pagar o Imposto Extraordinário? Então depois vou viver do quê? É que eu não recebo nem subsídio de férias, nem subsídio de Natal, bem pelo contrário! Quando todos os trabalhadores por conta de outrém recebem mais um ordenado, eu recebo metade ou menos do meu ordenado normal.

 

É que trabalhar a recibos verdes não é sinónimo de auferir ordenados astronómicos. Os recibos verdes ganharam de tal forma “popularidade” que muitos de nós, se quisermos trabalhar (e não ter um emprego) temos que nos sujeitar. Não temos alternativa. E para muitos de nós, esta é a actividade principal e única, não é uma outra forma de realizar dinheiro extra.

 

Este é o estado da nação e o meu ainda é pior…

Oficialmente em férias e a viver do ar.

 

Estou oficialmente de férias forçadas. Este ano não fui convidada requisitada, pela companhia dos pinguins, para acompanhar as crianças à praia. Nem eu e nem a minha colega. Mas também ninguém nos deu qualquer justificação. "É a crise", alguém disse. Foi o dinheiro mal fgasto, digo eu.

 

Se não tivessem gasto trezentos e tal euros (vi eu, fora os que eu não vi) só em esferovite e outro materiais para fazer entrouxos (mamarrachos mesmo!) que se desmancharam completamente antes de chegarem ao palco da Festa Final, e outro tanto de dinheiro em flores, bugigangas e outros berloques, chegava para nos pagarem.

 

Precisamente por causa da crise, porque trabalhamos com recibos verdes e porque não recebemos subsídio de férias e nem ordenado este mês, o dinheiro teria sido muito melhor empregue em nós do que em coisas supérfluas apenas para realizar os caprichos de uma mente megalómana de uma pinguim louca.

 

Assim, recorreram aos poucos recursos da prata da casa (grátis) e de certeza que faziam falta mais duas pessoas. Isto só mesmo vindo de gente que "vive" num mundo infernal celestial e que não desce à terra para saber como é a realidade. E que acha que tudo o que se diz da vida real é mentira. Em suma, eu e a minha colega este mês vamos comer "ar", por isso, não se admirem se, quando nos virem, nos confundirem com alguma Top Model. É que vamos ficar tão elegantes, mas tão elegantes que até vai fazer impressão.

 

A coitada da minha colega/amiga é que ficou bem desanimada. Tem que ir sozinha, no meio de uma corja de auxiliares "bufas" e hipócritas mas cheias de sorrisinhos a ver se alguém diz mal de sua senhoria que é para depois lhe irem meter no backside.

O que nos safa nestas situações, são as crianças. Elas são sempre nossas amigas, brincamos com elas e fazem-nos também muita companhia. São elas que estão sempre ao nosso lado, no matter what.

 

Amiga, aguenta firme que eu estou aqui a enviar-te energias positivas e good vibes :))))